quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Byblos


"Lisboa, 20 Nov (Lusa) - A Livraria Byblos, a maior do país, inaugurada há um ano em Lisboa, encontra-se hoje encerrada sem qualquer justificação aos clientes que se dirigirem às suas instalações, nas Amoreiras.
Aquela que foi "a primeira livraria inteligente", num investimento de quatro milhões de euros realizado pelo empresário Américo Areal, encontra-se hoje de portas fechadas e está a decorrer no interior uma reunião com os trabalhadores.
Fonte da empresa disse à Agência Lusa que os funcionários foram hoje informados do encerramento.
A Livraria Byblos, localizada num edifício nas Amoreiras, disponibilizava 150 mil títulos numa área de 3.300 metros quadrados, dispondo de um sofisticado sistema de identificação por radiofrequência, que o empresário chegou a destacar como "único no mundo".
Antes da inauguração, em Dezembro de 2007, Américo Areal, antigo dono das edições Asa, declarou que esperava facturar anualmente 10 milhões de euros e abrir mais três livrarias, no Porto, em Braga e em Faro.
NL.
Lusa/Fim"

7 comentários:

mahayana disse...

Terá sido de facto "a primeira livraria inteligente"?

Teresa Coutinho disse...

Foi um grande sonho e quanto a ser a melhor livraria do país ... ???

Amélia disse...

Por mim, acho que Américo Areal, tendo vendido a ASA, criada por seu pai, ao grupo Leya, (este, estou convicta, ainda se há-de anexar a uma multinacional livreira, por bom preço, é claro) quis aproveitar para criar a Byblos, que não cheguei a conhecer. Mas por mim, prefiro sempre a livraria pequena, em que se fala com o livreiro, ele passa a conhecer-nos - e se torna lugar de encontros...- como qualquer uma das boas livrarias que há onde moro: Leiria. Além do mais, «small is beautiful»...

Anónimo disse...

Esta livraria não tina nada que a FNAC não tivesse, que a Bertrand não tivesse a não ser falta do metropolitano e do estacionamento.

Anónimo disse...

Como boa frequentadora de livrarias que sou, principalmente à procura de livro técnicos, posso dizer com segurança que a FNAC não tinha nem um quarto do que esta livraria tinha.
A Byblos tinha era o grande problema da localização, o que dificultava o acesso.
De resto fiquei realmente desanimada com o fecho.

Poesia em Rede disse...

Convidamos todos os amantes da Poesia a participar no III Prémio de Poesia em Rede, em http://poesiaemrede.no.sapo.pt/

Fanzine Episódio Cultural disse...

O Fanzine Episódio Cultural é uma jornal bimestral (Machado-MG/Brasil) sem fins lucrativos distribuído gratuitamente em várias instituições culturais, entre elas: Casa das Rosas (SP/SP), Inst. Moreira Salles (Poços de Caldas-MG) e Cia Bella de Artes (Poços de Caldas-MG). De acordo com o editor e poeta mineiro Carlos Roberto de Souza (Agamenon Troyan), “o objetivo é enfocar assuntos relacionados à cultura, e oferecer um espaço gratuito para que escritores, poetas, atores, dramaturgos, artistas plásticos, músicos, jornalistas... possam divulgar suas expressões artísticas”.

Subscrever